3 de ago de 2011

Aleister Crowley - 2º parte

2º parte
Uma das figuras mais misteriosas, revolucionárias e contraditórias do século XX
Aleister Crowley em vestes egípcias


A partir do Livro da Lei, que foi psicografado ou ditado pelo próprio subconsciente de Crowley durante seu transe, ele funda sua própria ordem iniciática baseada na Thelema, que se chamaria Astrum Argentum.


nova pose egípcia


Mais tarde, em 1920, muda-se para uma casa nas montanhas da Sicilia, numa antiquíssima cidade chamada Cefalú, no litoral da Itália. A casa se chamou Abadia de Thelema.


vista de Cefalú, Sicilia


Lá praticou variados ritos, escreveu, pintou e pôs em prática orgias que chamava de mágica sexual. A liberdade sexual era também defendida por Crowley, que considerava o sexo uma poderosa fonte de energia.


Livro sobre mágica sexual, de autoria de Crowley e outros


Adquiriu esse conhecimento através de estudos sobre o tantra. Crowley, aliás, estudou ritos e práticas de diversas religiões. Seus livros e seus próprios rituais resultam desse sincretismo.


Diário de um Viciado - Livro de Crowley sobre
sua temporada na Abadia de Thelema


Todos os boatos que se espalhavam sobre a Abadia:  sexo, drogas e ocultismo, somados à morte de um seguidor por infecção, fizeram com que Mussolini expulsasse Crowley e seu 
bando da Itália.


Vista aérea recente da Abadia de Thelema


Um dos escritos mais sérios que consegui encontrar sobre Aleister Crowley está presente numa biografia do Led Zeppelin, feita pelo jornalista Mick Wall, onde relata os acontecimentos na Abadia:



Foram suas aventuras na abadia, no início dos anos 1920 (com potes de heroína espalhados, crianças vendo os adultos fazendo sexo, rituais envolvendo sacrifício de animais e uma mulher sendo penetrada por um bode) que levaram aos títulos sensacionalistas na revista John Bull - 'O pior homem da Terra' foi seguido por outros no mesmo estilo: 'O rei da depravação' e 'Um homem que gostaríamos de enforcar' - que acabaram chamando a atenção do público britânico para Crowley.



A Abadia de Thelema está até hoje abandonada na Sicilia, bem deteriorada e milagrosamente ainda de pé. Apesar do mau estado da casa, ainda há vários vestígios das pinturas murais feitas por Aleister Crowley.


restos de pintura mural


Há um vídeo do youtube que documenta através de uma série de fotos como o local está atualmente, além de mostrar a dificuldade de chegar até lá.




A Abadia de Thelema é rota frequente de um turismo underground, que recebe curiosos e seguidores do mundo todo. 

É um lugar de difícil acesso, principalmente por causa do mito e preconceito que há em torno de Crowley. Um dos rótulos dado à ele é o de homem mais malvado do mudo.


Interior de um quarto da Abadia


Outro vídeo, bem sensacionalista, mostra que a Abadia virou um lugar de rituais diversos, que são feitos pelos peregrinos. Isto amplia ainda mais o mito em torno do lugar.



Depois da publicação do Livro da Lei, Crowley fez alguns adendos, entre eles um que adverte dos perigos do estudo do livro. 

Quer dizer, para seguir a Lei a pessoa deve consultar somente o Livro da Lei e a sua própria 
intuição.




O debate do que quer dizer o livro poderia desvirtuar o propósito de atingir a Verdadeira Vontade, pois há o risco de estabelecer normas de entendimento, como uma espécie de dogma. A Lei é tudo menos dogmática

Caos in, Racional out.



No entanto, o próprio Crowley fundou não só a Abadia de Thelema como outras ordens iniciáticas. 
E há diversas outras organizações pelo mundo que utilizam o Livro da Lei como seu 
escrito base.



Mas, o fato de que a Thelema possa ser uma filosofia de vida particular, seguida de acordo com a intuição daquele que a isto se propõe, é mais um fato revolucionário.




A Thelema prescinde de organização religiosa. É, em muitos pontos, uma filosofia que coincide com o anarquismo.






Fontes
Amprodias - site com várias fotos antigas da Abadia de thelema, feitas em 1989
Led Zeppelin: Quando os gigantes andavam sobre a Terra, de Mick Wall.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics